em Política

Pedido de Impeachment de Bolsonaro chega nas mãos de Maia na segunda





O pedido de Impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) chegará ás mãos de Rodrigo Maia (DEM/RJ) nessa segunda-feira 02 de março. O pedido será entregue por Alexandre Frota (PSDB-SP) na casa do presidente da Câmara dos deputados. Caberá a Maia, a decisão de dar prosseguimento ou não ao processo de Impeachment contra Bolsonaro, ao mesmo tempo em que as ruas são convocadas a favor e contra Bolsonaro em março.

Alexandre Frota vai entregar na próxima segunda, 02 de março a peça com o pedido de Impeachment do presidente Jair Bolsonaro, segundo o deputado, ele estaria sendo cuidadoso e minucioso quanto ao conteúdo jurídico para embasar a peça de Impeachment de Bolsonaro.




LEIA TAMBÉM:

“Todos os procedimentos e cuidados estão sendo tomados para uma peça irretocável com conteúdo imbatível. Estou fazendo meu trabalho pela democracia e defendendo o Congresso Nacional. Vou deixar nas mãos do maestro Rodrigo Maia. Sei do momento importante, sei da crise aberta institucional. É um [pedido de] impeachment jurídico e político. [Do lado] jurídico, estamos seguros que a peça é forte pelos profissionais envolvidos. Politicamente, deixo com Maia”, explicou Frota.

A iniciativa de Frota é uma reação a Bolsonaro convocar atos pelo fechamento do Congresso Nacional, no dia 15 de março. Conversas vazadas de grupo privado bolsonarista, mostram que empresários próximos ao presidente estão dispostos a financiar o ato a favor de Bolsonaro.




“Estou ouvindo muito as ponderações e conselhos do líder [do PSDB] Carlos Sampaio (SP) e do meu presidente, Bruno Araújo. Estou ciente, seguro e no meu direito”, completou o deputado. E acrescentou: “Fernando Henrique Cardoso disse em sua postagem que alguém precisa gritar. Eu escolhi gritar pela democracia”.

Frota falou ao jornal Metrópole de Brasília. Ele pediu desculpas ao país pela eleição de Bolsonaro e por ter contribuído para isso. Frota também afirmou que irá elaborar a convocação do General Heleno do Gabinete de Segurança Institucional, sobre sua fala de que os deputados são chantagistas.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Entre no nosso canal de Telegram e receba nossos conteúdos por lá

Os comentários estão desativados.

<--retirado daqui os relacionados Mobile -->