em Pesquisas

Pesquisa mostra aumento da rejeição de Bolsonaro que vai a 43%

28/05/2020

A rejeição de Jair Bolsonaro aumentou, aponta nova pesquisa Datafolha , no entanto mantém sua base fiel de apoio que chega a um terço do eleitorado. A atual pesquisa é a pior para Jair Bolsonaro, desde o início do mandato.




Bolsonaro registrou hoje (28) sua pior avaliação desde o início do mandato em 2019, segundo a nova pesquisa Datafolha, divulgado agora pouco. A pesquisa mostra uma rejeição chegando a 43% que consideram o governo Bolsonaro como péssimo ruim, recorde negativo para a gestão Bolsonaro.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

O país encontra-se rachado entre dois polos, entre os que apoiam Bolsonaro e os que não o apoiam.

Veja os dados:




-Ótimo/bom: 33%
-Regular: 22%
-Ruim/péssimo: 43%
-Não sabe/não respondeu: 2%

O levantamento ouviu 2.069 pessoas maiores de idade na segunda-feira (25) e na terça-feira (26). As entrevistas foram feitas por telefone. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais.

“A aprovação de Bolsonaro segue estável, os mesmos 33% nas duas aferições. Já aqueles que acham o governo regular, potenciais eleitores-pêndulo numa disputa polarizada, caíram de 26% para 22%”, aponta reportagem da Folha.






O que deve se observar é que o número que considera o governo Bolsonaro regular, vem caindo. Se continuará como uma tendência, as próximas pesquisas devem mostrar.

Bolsonaro tem um apoio maior entre os mais ricos, entre os que ganham mais de 10 salários mínimos, o apoio é maior que a média, no entanto ele vem perdendo apoio entre os mais ricos. Entre os que possuem curso superior, os que rejeitam Jair Bolsonaro chega a 56 %, entre os que possuem apenas ensino fundamental esse número é de 36%.

É importante observar a tendência dos que consideram o governo regular e os que se mantém fiel ao presidente, essa fatia pode ser extremamente político para os rumos políticos que o país caminha. Podem decidir se o governo continuará de pé ou não.

LEIA TAMBÉM:

Vídeos relacionados:

Inscreva-se no Canal:




 

 

Comments are closed.