Carne sobe todo dia e açougues tiram placas de preço





“Parece o tempo do Sarney”

Vários açougues em São Paulo, resolveram tirar o preço das carnes das carnes bovinas, por causa do reajuste constante e quase que diário, é o que informa o UOL. Segundo a reportagem, os açougues e restaurantes tiveram que repassar o reajuste ao cliente, mas não tudo para “não perder o cliente”.

Dono de um açougue, Mauro Nascimento, disse ao UOL, que tirou as placas de preço da carne, porque o aumento é constante e que os valores altos podem afastar os clientes.




“Eu decidi não aumentar tudo para não perder o cliente. Eles já veem esse preço e reclamam. Se aumentasse tudo, não ia dar”, lamentou Nascimento. “Mas, também, se eu deixar mais baixo do que isso, não consigo pagar nem as contas. Está muito caro.” disse Nascimento, dono de Açougue ao UOL, mostrando que o aumento das carnes, também está afetando os donos de açougue.

LEIA TAMBÉM: Economistas de Bolsonaro querem aumentar impostos sobre comida, remédio, cesta básica

Nascimento, diz que ” “parece o tempo do Sarney, quando os preços mudavam todo dia”.

Com o aumento da carne bovina, outra carne subiu de preço, o frango. O UOL mostrou, que em parte dos açougues que visitou, o valor do frango subiu de R$ 8,90 para R$ 15,90.

A alta das carnes, também vai afetar os restaurantes, o valor dos pratos-feitos deve subir ou em alguns casos, já subiu, como mostra a reportagem.

Bolsonaro, no entanto, diz que não irá fará nada para diminuir o valor da carne. A sua Ministra da Agricultura, afirma que “a carne não está cara”, é que ela estava “muito barata” antes.

Com informações do UOL