em Pesquisas

Pesquisa mostra Lula como maior ameaça ao bolsonarismo

O ex-presidente Lula, solto da prisão em novembro, continua a colocar medo na direita e o motivo pelo visto é prático, as pesquisas indicam que ele é o único no campo da esquerda, que pode ameaçar o Bolsonarismo




O ex-presidente Lula, continua sendo o maior nome na esquerda, que pode derrotar o bolsonarismo, na qual o país está mergulhado,é o que mostra pesquisa do Instituto FSB divulgado pela Revista VEJA, pesquisa realizada por telefone. Lula empataria tecnicamente com Moro ou com Bolsonaro, se fossem candidatos da situação/governo.

“O primeiro levantamento com o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva depois de ele ter deixado a prisão em Curitiba mostra o petista empatado tecnicamente com o candidato da situação no primeiro turno, seja ele o presidente Jair Bolsonaro, seja ele o ministro Sergio Moro (Justiça). Nos dois cenários, Lula tem 29% das intenções de voto, contra 32% dos dois adversários — a margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos”, mostra reportagem da Veja.




As pesquisas para segundo turno, no momento, apontam empate técnico entre Bolsonaro e Lula e Moro vencendo Lula no momento, com 11 pontos de diferença. Com um eventual segundo turno, entre Bolsonaro e Lula, o resultado fica em Bolsonaro 45%xLula 40%, já Moro tem 48% e Lula 39%, no entanto um resultado assim, para uma eleição que ocorrerá apenas em 2022, é muito difícil que o quadro não se altere ou mude, a medida que as medidas econômicas do governo Bolsonaro, atingirem as camadas sociais de baixa renda ou com a possibilidade de protestos no Brasil, como os que ocorrem na Colômbia, Bolívia, Equador, Chile e outros países.

LEIA TAMBÉM:

O Instituto FSB Pesquisa entrevistou 2.000 eleitores a partir dos 16 anos por meio de telefones fixos e móveis entre 29 de novembro e 2 de dezembro de 2019. As entrevistas foram feitas nas 27 Unidades da Federação. A margem de erro no total da amostra é de 2 pp, com intervalo de confiança de 95%.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Segundo consultores da FSB, consultados pela VEJA, a tendência é uma disputa entre o PT e o Bolsonarismo e que a polarização atual, espreme os candidatos de centro ou que tentam ser alternativas aos dois polos, que configuram bem a direita e a esquerda e que o cenário dificilmente mudará, pois o PT representa a oposição a agenda econômica de Bolsonaro e Bolsonaro tenta equalizar o antipetismo e o eleitorado conservador.

Com informações da VEJA

 

Veja a íntegra da pesquisa:



 

Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | VK | Instagram

Os comentários estão desativados.

<--retirado daqui os relacionados Mobile -->