Foto: Reprodução Twitter

Multidão chega a capital da Bolívia, pedindo renúncia do governo golpista




Uma verdadeira multidão de manifestantes, ligados a entidades indígenas, mineiras, camponesas, ocupam a capital da Bolívia, nessa quinta-feira (21), pedindo a renúncia e queda da autoproclamada presidente da Bolívia Jeanine Áñez e a queda do seu governo.

As marchas em protesto contra o golpe de estado e os massacres que vem sido promovidos pelas Forças Armadas bolivianas, a mando do governo de Jeanine Añez, tem um novo reforço hoje, quando milhares de manifestantes pró-Evo Morales, chegaram a La Paz, capital da Bolívia. O vídeo mostrando a chegada da multidão que bradava “El Alto de Pie, nunca de rodillas!” (El alto está de pé, nunca de joelhos), foi difundido pelo diplomata venezuelano, Samuel Moncada, representante da Venezuela na Organização das Nações Unidas (ONU).




Por meio de sua conta de Twitter, o embaixador disse que “o povo da Bolívia entra na capital como um rio irrefreável, exigindo justiça, e dizendo: que renuncie! Sempre de pé nunca de joelhos! A banda fascista que assaltou o poder conta com a ponta de uma baioneta, o carniceiro Almagro e seus chefes em Washington”.

Almagro, citado pelo diplomata venezuelano é o secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), que desde o início da crise boliviana, deu apoio a ações golpistas da extrema-direita no país. Desde seus questionamentos ao processo eleitoral na Bolívia, que deu a vitória a Evo Morales no primeiro turno,  que foi questionado por uma pesquisa americana, que afirmou que não houve fraude nas eleições bolivianas, ao reconhecimento da autoproclamada presidente da Bolívia, Jeanine Áñez, empossada em cerimônia que sequer teve quórum necessário da Assembléia Nacional Boliviana.

LEIA TAMBÉM: Congresso boliviano mantém reconhecimento a Evo Morales como presidente

Com informações da Revista Fórum