Originais: Reprodução/Wikimedia Commons e Pedro França/Agência Senado)

Preço da carne dispara e atinge o maior nível dos últimos 30 anos




O que todos sabiam aconteceu, o preço da carne disparou, os preços tendem a ficar nas alturas nos próximos meses.

O preço da carne disparou no mercado,  o valor da carne no atacado subiu 50%, aumento que foi repassado para o varejo de carnes.  O valor foi repassado quase que integralmente em alguns cortes de carne (tipos de carne).

O contrafilé por exemplo  teve reajustes acima dos 50%, o coxão mole subiu cerca de 45% nos últimos 3 meses, de acordo com informações da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Aumentos absurdos e impensáveis a determinado tempo atrás.




A reportagem da Revista Exame, mostra que a projeção do mercado estaria agitado por cotações subindo em média 8,9% por semana desde início de novembro, segundo a segundo pesquisa da BoiSCOT Consultoria.

Ainda de acordo com a pesquisa, o preço atual do arroba bateu recordes e chega a ser negociado por R$ 230,00 , com aumentos registrados em 29 das 32 cortes de carne. Situação inédita, que não ocorria desde o início da década de 90.

LEIA TAMBÉM:

“É a primeira vez, desde novembro de 1991, que a cotação atinge esse patamar (considerando o preço nominal e também o preço deflacionado)”, disse a BoiSCOT quado o preço bateu R$ 200.

Não há uma previsão de quando as carnes vão parar de subir, segundo economistas. Em alguns meses, pode se ter um “equilíbrio” nos preços.

A Ministra da Agricultura do governo Bolsonaro, disse que a ”carne não está cara”, ela é que estava muito barata antes. Bolsonaro já avisou que o governo não fará nada, para conter ou diminuir o valor das carnes. Com tudo isso e com o aumento das carnes de frango, o brasileiro ficará sem saída, se não reivindicar a carne que antes, ele tinha na mesa todos os dias… Isso é ir  para as ruas.

Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | VK | Instagram